sexta-feira, 4 de março de 2011

Anda tudo com medo

Entre ontem e hoje já li 4 artigos de opinião contra a manifestação, contra o ajuntamento, contra a mobilização.
Anda tudo com medo?

Nota: alguns dos argumentos são fortes - "...querem viver como os vossos pais viveram? Aquilo que criticam é o que desejam? A ganância, a injustiça, as discrepâncias? É isso que querem?..."
Não podemos ir por aí. Não podemos mesmo!
Mas que queremos menos desigualdades queremos.

Vou ao ajuntamento ao encontro porquê?
1º DEFENDO que nenhum administrador devia ganhar mais do que 40 vezes aquilo que ganha o funcionário com o vencimento mais baixo
2º Assim como há ordenados mínimos deveria haver ordenado máximo. O máximo deveria ser 18800 euros - ou seja 40 vezes o ordenado mínimo! (atenção digo 40 vezes, mas gostava que fosse 20 vezes!)
3º Preços de transportes públicos a metade do preço para quem ganha menos de 750 euros (1x e meia o ordenado mínimo).
4º Para estar com amigos.
5º Porque é apartidária - se vir uma bandeira partidária saio da manisfestação, ou queimo-a
6º Porque sou protestante

Junta-te a mim. Junta-te a nós!
Dia 12 de Março às 15h30 no Marquês de Pombal

Um comentário:

rita disse...

Olá

Também vou porque é apartidária, também vou porque estou zangada com os partidos em geral, mas vou sobretudo porque me revejo no manifesto, porque entendo que a sociedade civil deve provocar o debate e ter um papel activo na procura de soluções.
Se vir alguma bandeira política não me vou embora nem a queimo. Porque faço questão de lá estar, para mostrar que nem tudo são bandeiras...